Hérnia de Disco

O que é Hérnia de Disco

Viva Quiro Spine

A Hérnia de Disco afeta grande parte da população.

 

É verdade que as dores causadas por hérnia de disco são muito frequentes na população. Com a má postura, alcoolismo e tabagismo, esforços repetitivos, carregamento excessivo de peso, estilo de vida sedentário, a coluna é sobrecarregada e os sintomas podem aparecer depois de algum tempo, prejudicando nossa qualidade de vida.

 

As hérnias de disco, apesar de causar certo pavor, são um processo certamente natural do corpo humano e uma condição que atinge a população jovem adulta, ao contrário do que muitos pensam, criando a ideia de algo condicionado à pessoas de maior idade.

 

Isso porque o disco intervertebral, constituído de cartilagem basicamente, tem estrutura que permite a mobilidade da coluna, bem como garantir o amortecimento de impactos. Logo, sua anatomia deve ser “macia” e de certa forma maleável. Nessas condições, o disco está muito mais suscetível a sofrer desgastes, ao contrário do que se estivéssemos falando de um disco desidratado, de alguém com mais idade.

A Quiropraxia é forte aliada no combate a Hérnia de Disco. Marque uma consulta conosco.

O mais comum de aparecer são as hérnias lombares, pela sobrecarga que esta região de nossa coluna sofre, sustentando todo nosso corpo. Porém, com a vida moderna de hoje, casos de hérnias cervicais estão ficando cada vez mais comum, pelo uso de celulares e notebooks, gerando a retificação da coluna e posteriormente desgaste da mesma. Na região torácica, é muito rara a condição. Traumas como quebras e batias podem causar o desgaste do disco.

 

O processo de formação de uma hérnia é contínuo, ou seja, passa por processos de degeneração, até chegar o estado de herniação propriamente dito. Para compreender a hérnia discal é preciso entender a arquitetura do nosso disco intervertebral.

 

O disco é composto basicamente por duas partes: o ânulo ou anel fibroso e o núcleo pulposo. Esta primeira é a região periférica do disco e a segunda, a região central. Podemos fazer uma comparação com o “ovo frito”: o anel fibroso corresponde à clara, enquanto o núcleo pulposo está relacionado à gema do ovo. O anel fibroso envolve o núcleo, essa característica mantém o núcleo pulposo em pressão constante, garantindo assim o seu suporte.

Hérnia de Disco
Hérnia de Disco
Hérnia de Disco

Quando falamos do processo de degeneração deste disco primeiramente há o abaulamento, fase que caracteriza, de fato, a patologia. É quando o disco intervertebral começa a apresentar fissuras em suas fibras, levando o disco a forma de arco. Com o tempo, o disco sofre uma protusão, causada por um abaulamento maior e pode comprometer nervos, a medula e o saco dural (canal por onde passa a medula). Nessa fase, normalmente tem início a degeneração discal e a doença está em estágio avançado. Na terceira fase, já temos a presença da hérnia. É o período caracterizado pela extrusão do disco intervertebral, já em estágio avançado de degeneração. O núcleo pulposo migra de sua posição normal no centro do disco para a periferia, levando à compressão das raízes nervosas.

 

Com a hérnia instalada, os sintomas nervosos podem aparecer, como dores irradiadas e com alteração de sensibilidade para outras partes do corpo. Quando a hérnia é na coluna cervical, as dores ou as alterações se irradiam para as regiões superiores dos ombros, no músculo trapézio, para os braços, as mãos e os dedos. Se a hérnia acomete a coluna lombar, as dores se irradiam para as pernas e pés, até o dedinho. Isso porque, quando a parte interna do disco extravasa, há o pinçamento de nervos que passam perto da coluna, causando interferências na sensibilidade, ou seja, comprometendo a parte nervosa.

 

O caso mais comum é o pinçamento do nervo ciático, que causa aquela dor irradiada, acometendo perna e pé. O paciente pode também sentir formigamento, dormência, ardência e dores na parte interna da coxa. Os pacientes relatam que é uma “dor chata” e que não há posição que melhore. Existem casos em que a dor piora ao dormir. Isso acontece porque nesse momento o corpo o corpo fica relaxado e os discos se reidratam, aumentando o seu volume, e consequentemente comprimem as raízes nervosas.

Está com dores nas costas? Agende sua consulta conosco.

O Tratamento da Hérnia de Disco

Viva Quiro Spine

A Quiropraxia ajuda muito nos casos de hérnia. Os ajustes contribuem para o espaçamento daquela articulação que sofreu redução de seu espaço normal e saudável. Assim, a vértebra tem menos chances de sofrer o processo de osteoartrose, ou as degenerações comumente chamadas de “bico de papagaio”, que originam o processo de formação ósseo por atrito de osso com osso.

 

Após o tratamento com Quiropraxia, os sintomas tendem a sumir e as chances da degeneração óssea diminuem muito, mas é preciso regularidade no tratamento. Isso depende dos hábitos, estilo de vida, cuidados, que o paciente deve adquirir para sua qualidade de vida. Por isso, a prevenção sempre é o melhor caminho!